i'm gabu

Girlboss

| |

  Terceira semana seguida que maratono alguma série original Netflix, sinto que estou sendo monopolizado, mas diferente de The Oa e 13RW, Girlboss foi uma série tranquila e gostosa de ver em uma única vez. Com uma ótima trilha sonora cheia de músicas antigas, San Francisco de cenário e participação de RuPaul, essa série merece um pouco da sua atenção, caro jovem adulto.




Titulo: Girlboss
Lançamento: 21 - 04 - 2017
Temporadas: 1
Gênero: Comédia
Exibição: Netflix
Elenco: Britt Robertson, Ellie Reed,
Alphonso McAuley, Johnny Simmons

  Sophia, uma jovem egoísta em São Francisco que não quer se ajustar a vida adulta padrão. Demitida do seu último emprego, com contas acumuladas e sem dinheiro, vê uma saída em juntar sua paixão pela moda vintage com a facilidade do eBay, criando assim a sua loja Nasty Gal. Acompanhamos as dificuldades da sua vida profissional e social, sempre com muito humor.


  Como já citei em outros posts, eu não costumo ler sinopses ou ver trailers para não pegar nenhum minimo spoiler, vejo tudo por indicação ou aleatoriedade, no caso de Girlboss, eu vi o soube da existência graças a minha amiga e que foi lançada ontem (21) por ter visto na timeline do facebook. Sabia que era uma série de comédia sobre uma mulher tentando a vida de empresária (não que não seja), mas o importante saber é que foi baseada em uma história real.

  Sophia Amoruso (foto a baixo) é uma empresária que começou com uma loja no eBay em 2006 chamada Nasty Gal que se tornou uma das maiores empresas do e-comerce. Ela, hoje em dia com 33 anos, já se tornou uma bilionária. 


  A série é meio episódica e meio procedural, boa parte dos eps são fechados contando uma história unica que faz parte do todo até chegar no final em que os dois últimos encerram a season com um pouquinho de drama.

  Meus favoritos acredito que tenham sido o episódio 4, que ela faz de tudo para entregar o pedido e receber uma boa crítica, o episódio 5 que mostra o começo da amizade dela com a Annie ♥ e que mostra a origem da frase "Love you, in case I die" e por último o episódio 7 que tem a participação da Melanie Lynskey (que protagoniza um dos meus filmes preferidos do ano, I Don't Feel at Home in This World Anymore).

  Já citei que a trilha sonora é maravilhosa e tenho que salientar isso: Ela é maravilhosa. Com muita música de várias décadas e gêneros, desde um eletro pop francês que grita anos 2000, um rock pesado dos anos 80 ou um blues dos anos 50. Vale a pena procurar as musicas depois de ver a série.

Agora é só esperar renovarem a série e morrer de ansiedade esperando a próxima season.
Bye

Nenhum comentário, seja o primeiro

Postar um comentário